A Travessa do Inferno

Por mim se vai das dores à morada,
Por mim se vai ao padecer eterno,
Por mim se vai à gente condenada.

- Dante


 Me vi, então, nas terras salobras do Inferno. Cheguei aqui para encontrar o que há para mim, o que há para ser encontrado. Cheguei aqui porque é meu caminho passar por aqui. Entendo que num universo onde tudo se constrói do seu oposto, o sal é que deixará o paladar com perícia maior ao sabor do vinho.

 Vejo a ampulheta progredir e a vejo de fora. Um grão de areia que não pertence àquele todo. Aqui nessas terras de céu enegrecido, rubro e persa; nunca me vi tão só. Solidão que sempre valorizei no meu íntimo, que me derrubou em abismos de carência e contigência, agora me mostra uma nova face: Perguntas inteligíveis por outro se não por aquele que dela padece.