Órbita

Do calor para o frio
Do professor para o aluno
Do amante para a amante
Da chuva para o asfalto
Da pele para a curiosidade
Da paz para a guerra
Da boca para o beijo
Do pão com manteiga para o chão
Da fome para o cheiro da comida
Do sério para a comédia
Do gozo para a depressão
Da seca para a sede
Da solidão para a companhia
Da companhia para a solidão
Da falta para a posse
Do vazio pelo que preencha
Do segregado para a beatitude
Do caos para a ordem
Do material para o espiritual
Da família para a ovelha negra
Do pobre para o rico
Da inércia para a retidão
De casa para meu destino